O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou um pedido do PDT para que fosse retirado das redes sociais um vídeo em que Ciro Gomes, candidato do partido, confessa a Caetano Veloso planos de implementar o socialismo no Brasil. O registro foi postado pelo jornalista e ex-deputado federal Paulo Eduardo Martins nas redes sociais.

Ao negar o pedido, o ministro Luis Felipe Salomão conclamou o direito de liberdade de expressão: “A liberdade de expressão no campo político-eleitoral abrange não só manifestações, opiniões e ideias majoritárias, socialmente aceitas, elogiosas, concordantes ou neutras, mas também aquelas minoritárias, contrárias às crenças estabelecidas, discordantes, críticas e incômodas”.

No vídeo, questionado por Caetano sobre como pesa as experiências práticas desastrosas do socialismo, Ciro respondeu: “Eu quero correr esse risco, eu quero explicitar esse risco. Eu quero contemporizar, eu não quero dar murro em ponta de faca”. “Eu quero ser a pessoa que tem a habilidade para atravessar essas coisas aí”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui