“Não me arrependi, eles me ameaçaram. Depois do crime fui para Camaçari e fiquei na rua normal, só me entreguei pois minha mãe ficou enchendo minha cabeça”. Essa foi a declaração de Giovane Nascimento de Silva, 25 anos, acusado de ser o mentor do triplo homicídio, no bairro de Sete de Abril, durante a apresentação na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), nesta quarta- feira (9).  Além de Giovane, Geraldo Santos de Souza Filho, (Jaquinha) e Erivon da Hora de Jesus, (Jordan), ambos de 25, acusados de serem os executores do crime, também foram apresentados.

Segundo o titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), Odair Carneiro, a motivação do crime foi um desentendimento entre Giovane e um dos irmaõs, Élisson, por causa de uma briga relacionado a comercialização de papelões. “Giovane pediu para Geraldo (Jaquinho), traficante da região, ‘dar um jeito’ nos irmãos que estavam o ameaçando. Mas o desentendimento foi com Élisson. Os três criminosos foram para casa da família e, enquanto o mandante do crime ficou na porta, os outros dois mataram os três irmãos”, conta.

Após o crime, Giovane se apresentou na sede da DHPP no dia 27 de setembro. Erivon foi preso por policiais no bairro de Sete de Abril, no dia 4 de outubro e Geraldo se apresentou de forma espontânea, na última segunda-feira (7).

Ainda de acordo com o títular, um quarto suspeito é investigado por participação nas mortes. “Estamos apurando informações de que um terceiro homem participou da execução, mas ainda não foi preso”, afirma.

Os três acusados dos homicídios têm passagens pela polícia por tráfico de drogas. Já Geraldo e Erivon são acusados de mais de cinco homicídios na região.

O trio vai responder por triplo homicídio e pode cumprir pena de 20 a 40 anos de reclusão. Eles ficarão presos da sede do DHPP e seguirão para o complexo prisional de Salvador.

Participaram da apresentação e prisões o major Malvar e capitão Jardel da 50ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Relembre o caso

Três irmãos, dois homens e uma mulher, foram assassinados dentro de casa,  na segunda-feira (23), no bairro de Sete de Abril, em Salvador. Segundo o pai das vítimas, Guilherme Ferreira, ele saiu para ir ao banco e deixou os filhos em casa, quando voltou encontrou todos mortos. As vítimas foram identificadas como  Evelin, 19, Élisson, 21, e Elenilton Santos de Jesus, 23.

Bnews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui