Nesta segunda-feira, dia 13, houve o desfecho da fila quilométrica que se formou na rua da Escola Luís Eduardo Magalhães, em Santo Antonio de Jesus-BA, para a matrícula  dos alunos do 6° ano (5a série).

A fila começou a se formar no dia 25 de dezembro, em pleno Natal, e como relataram alguns pais ao verem que a fila estava se formando precisaram ir também para a fila  para concorrer a uma vaga. Foram 19 dias. E os familiares iam revesando para que assim pudessem garantir a vaga.

Na manhã desta segunda (13) a Escola Luís Eduardo distribuiu as senhas (uma vez que as senhas distribuídas anteriormente pelos familiares não tinham nenhum vínculo com a Unidade Escolar) e assim os pais ou responsáveis iam entrando e efetivando a matrícula.

Segundo uma funcionária da ELEM,  as matrículas foram efetivadas de maneira muito tranquila. Primeiro foram preenchidas as vagas para o turno matutino e depois para os turno vespertino para o 6° ano; os pais que não conseguiram a vaga ficaram no cadastro de reserva.

Para facilitar esse momento, a direção solicitou a ajuda dos funcionários, inclusive dos professores e assim aqueles que puderam, interromperam suas férias por um dia e compareceram. Foi realizado um mutirão para que as matrículas fossem efetivadas de maneira mais rápida.

Os pais relatavam as dificuldades que passaram durante esses dias de longa espera em busca de uma vaga para seu filho; os rostos de alguns expressavam ansiedade, outros alívio por a espera ter chegado ao fim. “A equipe da ELEM fez o possível para os pais se sentirem acolhidos e não pegarem mais fila para efetivarem a matrícula”, relatou a funcionária.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui