Um dos quatro ex-policiais que participaram da ação que terminou com a morte de George Floyd, Thomas Lane, foi libertado na tarde desta quarta-feira (10), após pagamento de fiança. Ele se encontrava preso desde o dia 2 de junho, na prisão do condado de Hennepin.

Thomas Lane foi cúmplice de Derek Chauvin, que asfixiou Floyd, mantendo o joelho sobre seu pescoço por mais de oito minutos. Lane e outros dois policiais (Alexander Kueng e Tou Thao) impediram a aproximação de pessoas que tentaram ajudar a vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui