Paulo Guedes contraria promessa de Bolsonaro de não fundir ministérios

0
41
Revista Veja 10/08/2018 - Amarelas Paulo Guedes - RJ

Confirmado como ministro do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o economista Paulo Guedes afirmou, nesta terça-feira (30) que o futuro ministério da Economia, que ficará sob seu comando, será formado pela fusão das pastas da Fazenda, Planejamento, Indústria e Comércio Exterior. Os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente também serão fundidos.

Durante a campanha, Bolsonaro havia afirmado que não iria fundir as pastas após a ideia ser criticada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e demais entidades ligadas à área.

A união dos ministérios foi confirmada por Guedes ao lado do deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que também já foi confirmado como ministro do presidente eleito e deve ocupar a Casa Civil após uma reunião no Rio de Janeiro.

Paulo Guedes desautoriza futuro chefe da Casa Civil a falar de economia

Guedes afirmou que a proposta já estava no plano de governo de Bolsonaro. “Nós vamos salvar a indústria brasileira, apesar dos industriais”, disse ele, que também criticou o que considera lobby excessivo dos industriais. Guedes disse ainda que irá “retomar o crescimento da indústria garantindo juros baixos, a desburocratização”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui