Vinte e dois endereços na Bahia foram alvos de buscas e apreensões realizadas pela Operação Palhares nesta segunda-feira, dia 10, contra três advogados do estado suspeitos de integrar uma organização criminosa especializada em comercializar créditos tributários fraudulentos para empresas com dívidas milionárias na Receita Federal.

Ao todo, a Justiça do Rio de Janeiro, responsável pelas ações da Palhares, autorizou a devassa em 17 apartamentos, casas e salas comerciais de diversos bairros de Salvador, além de cinco imóveis em Cruz das Almas, Muritiba, Jequié e Lauro de Freitas.

Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui