Os ônibus pararam de circular no final de linha do bairro de Sussuarana Velha, vizinha ao Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Um coletivo que faz a linha Barra 2 x Sussuarana foi incendiado por um grupo na noite desta segunda-feira (02), por volta de 22h20. Ninguém ficou ferido. 

O diretor do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota afirmou que não tem previsão para retorno do itinerário na localidade. “Porque não queimaram o ônibus na Barra? A gente não vê isso. Se fosse lá, já teriam pego os suspeitos, aqui em Sussuarana até agora não tivemos retorno de nada. Sabe-se que aqui tem polícia, se vê a gêmeos e outras companhias mas o que a gente precisa é de uma segurança preventiva e protetiva”, bradou. 

Ainda de acordo com Daniel, desde ontem há uma movimentação de “toque de recolher” no bairro, moradores relataram para o diretor que não transitavam na rua desde às 19h e que a polícia sabia, no entanto, “não reforçou o policiamento”. 

O vice-presidente da categoria, Fabio Primo também apelou atitude da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). “A SSP tem que ouvir os rodoviários, que estão todos os dias na rua e conhecem a realidade. Assim, podemos ajudar a atuação das companhias e diminuir a violência e não estamos falando isso apenas para proteger os rodoviários, mas também o mais de 1 milhão de soteropolitanos que utilizam os transportes”. 

A reportagem tentou contato com a Polícia Militar da Bahia, no entanto, até o fechamento da matéria não obteve retorno. 

BNews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui