As 3 mil vagas da modalidade digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) disponíveis para a Bahia foram preenchidas já no primeiro dia de inscrição do exame, na segunda, 11/5. Esse será o primeiro ano da versão online da avaliação. Salvador e Feira de Santana são as únicas cidades baianas que terão essa novidade.

O Ministério da Educação (MEC) informou que as inscrições para fazer o exame vão até o dia 22 de maio, e que 1,5 milhão de candidatos já se inscreveram. O cartão de confirmação da inscrição, com o local de prova, será entregue aos estudantes em outubro. Já as avaliações serão aplicadas em novembro e os resultados individuais estarão disponíveis em janeiro.

Pela primeira vez, 100 mil candidatos vão responder as questões pelo computador. Essa modalidade tem a mesma estrutura logística do modelo impresso. As provas irão ocorrer em postos aplicadores credenciados nas cidades definidas pelo edital e as máquinas serão disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Na Bahia, apenas as cidades de Salvador e Feira de Santana vão oferecer Enem Digital. São 2,5 mil vagas na capital e 500 na Princesa do Sertão, mas todas já foram preenchidas. Segundo o MEC, até às 10h desta terça-feira (12), quase 93 mil pessoas tinham escolhido a modalidade online do Enem e as vagas acabaram primeiro em localidades do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Além da Bahia, não há mais vagas nos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Goiás, Maranhão, e Pará.

A estudante Juliana Oliveira, 18 anos, ficou chateada ao saber que perdeu a oportunidade de responder a prova digital. “Eu queria fazer para ver com é e também porque fico mais a vontade respondendo aos simulados no computador do que no papel. O Enem é uma prova muito cansativa, são horas e horas debruçada sobre a carteira, e ano passado fiquei com dor nas costas. Pena que não me inscrevi logo”, lamentou.

Todas as 27 capitais do país vão oferecer o Enem Digital. São Paulo tem a maior quantidade, com 15 mil exames desse tipo, e Boa Vista (RR) a menor, com apenas 50 provas. No Nordeste, a Bahia tem o mesmo número de Pernambuco, 3 mil vagas. O estado mais contemplado foi a Paraíba com 3,7 mil, sendo seguida por Ceará (3,3 mil), Rio Grande do Norte (2,3 mil), Alagoas (2 mil), Maranhão (1,5 mil), Piauí (1,5 mil), e Sergipe (1 mil).

Enquanto Juliana pretende fazer a inscrição no Enem até o próximo final de semana, outros candidatos foram mais ligeiros. Em 2020, o número de inscritos para as duas modalidades no primeiro dia foi maior do que no ano passado. O Inep registrou um total de 1.548.671 inscrições às 10 horas de terça-feira, sendo 1.455.736 para a versão impressa. No ano passado, o sistema tinha 1,3 milhão de candidatos até o final do primeiro dia.

Justiça

A decisão do MEC de manter as datas do Enem para novembro deste ano tem gerado polêmica. Nesta terça-feira, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) ingressou com uma ação civil pública no Tribunal Regional Federal (TRT) pedindo que seja suspenso o calendário do Exame. O coordenador-geral da entidade, Rui Oliveira, disse que a pandemia do novo coronavírus ampliou a desigualdade entre os candidatos.

“Não podemos tratar de forma igual quem é desigual. Não dá para em tempos de pandemia, quando os colégios particulares de excelência estão tendo aulas normais remotas, aulas, não atividades, aulas para se preparar para o Enem, enquanto 70% dos 55 milhões de estudantes brasileiros não tem acesso a nenhum tipo de recurso. Como podemos tratar de forma igual quem é tão desigual? Nessa perspectiva é que entramos com uma ação civil pública, pedido a suspensão da data das provas”, afirmou.

Rui também é membro da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e disse que a entidade também entrou com um pedido de prorrogação das datas das provas. As entidades aguardam a resposta da justiça.

Na Bahia, as aulas na rede pública estão suspensas desde março. A medida foi tomada para frear o avanço da contaminação do novo coronavírus. Os estudantes estão sem aulas e atividades desde então.

Em abril, uma decisão judicial em São Paulo determinou a suspensão do Enem, mas o Ministério da Educação recorreu. O MEC alterou a data das provas digitais de outubro para novembro, mesmo mês em que vão acontecer as avaliações impressas, mas não pretende suspender o exame. A Defensoria Pública da União (DPU), partidos políticos e entidades de classe também estão pedindo que a data das provas seja alterada.

Tabela

Confira onde será aplicado o Enem Digital no Nordeste:

Bahia
Salvador – 2,5 mil vagas
Feira de Santana – 500 vagas

Alagoas
Maceió – 1,5 mil
Arapiraca – 500

Ceará
Fortaleza – 3,1 mil
Quixadá – 100
Sobral – 100

Maranhão
São Luís – 1,2 mil
Imperatriz – 300

Paraíba
João Pessoa – 2,3 mil
Campina Grande – 1,4 mil

Pernambuco
Recife – 2 mil
Caruaru – 500
Petrolina – 500

Piauí
Teresina – 1,4 mil
Parnaíba – 100

Rio Grande do Norte
Natal – 2,3 mil

Sergipe
Acaraju – 1,4 mil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui