O Ministério Público de Goiás (MP-GO) apresentou hoje (02) a 11ª denúncia contra o médium João de Deus por abuso sexual.

Segundo a denúncia, as quatro vítimas, originárias do Rio Grando do Sul, do Distrito Federal e duas da Bahia, sofreram os abusos entre 2010 e 2016. O MP ainda citou outras setes vítimas cujos casos já prescreveram, pois teriam ocorrido entre 1976 e 2008.

Segundo a promotora Renata Caroliny Ribeiro e Silva, João de Deus se aproveitava da condição de vulnerabilidade das vítimas que o procuravam em busca de ajuda. Ela afirma que o médium amendrotava suas vítimas.

“Tudo isso para intensificar o medo e criar um ambiente propício para os abusos”, declarou.

Metro1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui