Em meio ao escândalo das conversas vazadas da Lava Jato, o presidente Jair Bolsonaro foi a partida entre CSA e Flamengo, nesta quarta-feira (12), acompanhado do ministro da Segurança Pùblica, Sérgio Moro. Os dois foram ovacionados pelos torcedores.

Segundo reportagem do Estado de S.Paulo, o presidente levantou a mão do ministro, enquanto parte da torcida gritava o nome de Moro. O ministro retribuiu apontando para o presidente. Mais cedo, o porta-voz da Presidência afirmou que relação entre Bolsonaro e Moro é de ‘camaradagem e confiança’.

Ao chegar no estádio, o presidente pediu aos torcedores uma camisa do Flamengo para ele e também para o ministro. Ganhou a de número 60. Moro ficou com a de número dez, utilizada pelos craques do futebol. Moro chegou ao estádio de terno e gravata, ao contrário do presidente, que estava de agasalho da Seleção Brasileira.

A página oficial do Flamengo no Instagram publicou uma foto com os dois no estádio. A postagem já conta com mais de 59 mil curtidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui