A suspeita de coleta de dados de crianças no YouTube fez com que a Senacon, empresa vinculada ao Ministério da Justiça, abrisse processo contra o Google, que já foi intimado a se manifestar.

A ação, protocolada na última quinta-feira (28), vai apurar indícios de que rede social coleta dados de geolocalização de crianças e adolescentes sem o conhecimento dos pais para direcionar publicidade.

BNews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui