Funcionários que trabalham na recepção do Hospital Geral do Estado (HGE) denunciaram ao BNews, nesta quinta-feira (19), que foram orientados a não usarem máscaras de proteção contra o coronavírus, por uma questão “estética”, para não assustar os pacientes que chegam à unidade de saúde.

Segundo a denúncia, o hospital disponibiliza todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), como máscaras e luvas, mas a orientação é que não sejam usados pelas pessoas que estão na recepção.

“Somos os primeiros a terem contato com os supostos infectados. Nós colocamos as pulseiras, pegamos os prontuários, temos contato direto. É muito arriscado. Mas eles pediram para a gente não usar as máscaras e ainda colocaram uma pessoa para vigiar quem está descumprindo a recomendação. Estamos todos acuados, com medo de perder o emprego”, disse um dos funcionários, que não quis se identificar.

Segundo ele, os funcionários são contratados da empresa terceirizada CS Gestão e Serviços. O BNews tentou contato com a empresa, mas a pessoa que atendeu o telefone disse que não havia ninguém disponível para dar entrevista, já que a empresa estava vazia, por conta da pandemia do coronavírus.

A equipe de reportagem do BNews também solicitou um posicionamento da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que também não se posicionou até o fechamento desta matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui