A Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, um dos principais templos religiosos de Salvador, retomará as atividades nesta sexta-feira (24), às 18h, sob o repique dos sinos e uma queima de fogos.

A igreja estava fechada desde o mês de março, quando o decreto municipal determinou o fechamento de diversos espaços, incluindo igrejas, como medida de combate ao avanço da Covid-19.

Com a flexibilização do comércio, os templos religiosos também podem reabrir, mas com protocolos de higiene e distanciamento social. Em abril deste ano, a imagem do Senhor do Bonfim percorreu bairros de Salvador para pedir bênçãos durante a pandemia do novo coronavírus.

Conforme previsto na programação, o reitor do santuário, padre Edson Menezes da Silva, acolherá nesta sexta-feira os fiéis na frente da igreja e rezará com eles a Oração do Senhor do Bonfim. Em seguida, uma missa será celebrada com a participação de 50 fiéis.

Entre as medidas de higienização adotadas na igreja estão dispensadores de álcool em gel, tapetes de higienização e bancos sinalizados para o distanciamento entre os fiéis. Além disso, no intervalo das missas, os bancos e cadeiras serão higienizados para que outras pessoas possam sentar.

A igreja vai dividir as missas em participação restrita e limitada. Na participação restrita só poderão ter o máximo de 20 pessoas, que devem realizar inscrição antecipada e a missa será com a Igreja fechada.

Já na participação limitada, poderão ter em torno de 50 pessoas, por ordem de chegada e com a igreja aberta. Idosos e pessoas com deficiência terão prioridade de entrada.

A igreja também terá um novo horário de funcionamento:

  • De segunda a sábado, das 10h às 18h30;
  • Domingo, das 5h15 às 18h30;
  • Primeira sexta e última de cada mês, das 10h às 19h30.

A visitação à nave central da Basílica poderá ser feita de segunda a quinta, e sábado, das 11h30 às 16h; às sextas, das 12h30 às 14h30 e das 16h às 16h30; domingo, das 12h30 às 14h. Durante o horário de funcionamento da igreja, uma equipe estará a disposição para orientar os fiéis.

Horário das missas

Fechada desde março, Igreja do Senhor do Bonfim será reaberta nesta sexta; confira protocolos de higiene e horários das missas 1
  • De segunda a quinta e sábado: 7h20min e 9h (com participação restrita de fiéis) 17h – Transmitidas pelo Facebook e WebTV; 10h30min e 17h – (com a participação limitada do povo)
  • Sexta-feira: 7h20min, 8h30min (com participação restrita de fiéis) 17h – Transmitidas pelo Facebook e WebTV; 10h30min, 12h, 15h, 17h e 18h30min, na primeira sexta-feira e na última (com participação limitada do povo);
  • Domingo: 5h40min, 7h30min, 9h, 11h, 15h e 17h.
    7h30min, 9h e 17h – Transmitidas pelo Facebook e WebTV). (Todas com a participação limitada do povo).
    14h – Terço dos homens.

Outras atividades

  • Batizados (Individual ou coletivo): Segunda a quinta-feira e sábado: 12h, 14h e 15h. Domingo: 10h – com possibilidade de realizar até três batizados.
  • Confissões: segunda-feira a Sábado: 10h às 12h e 14h às 17h.
    Domingo –7h30min às 12h e 14h às 17h.
  • Missa com a participação dos membros da Devoção: 1º Sábado do mês às 19h. (com participação restrita e inscrição antecipada);
  • Missa do Apostolado da oração: 1º Quinta-feira do mês às 15h. (com participação restrita e inscrição antecipada

Protocolos na igreja

  • O acesso dos fiéis, turistas, voluntários e prestadores de serviços para o interior da Basílica e para suas dependências será por locais diferenciados, controlado e com o uso obrigatório de máscaras, a higienização das mãos e a medição da temperatura;
  • Para participação nas missas, rezar diante da imagem do Senhor do Bonfim ou visitar a nave central, o acesso será pela porta principal da frente e a saída pelas duas portas que estão ao lado da porta principal, seguindo os dois portões à direita e à esquerda do adro;
  • Para visitar a sala das promessas e para fazer confissões, o acesso será pela porta do lado direito;
  • Para marcar missas, batizados, obter informações no atendimento, prestar serviços voluntários, adquirir água para benzer, entregar mercadorias ou doações e contribuições, o acesso será pela porta do lado esquerdo;
  • Todos os acessos à igreja estarão sinalizados, indicando entradas e saídas para os diversos espaços internos. Em todas as áreas de circulação e no piso terão sinalizações para delimitar a distância entre as pessoas e para evitar aglomeração. Os espaços internos estarão delimitados com balizadores para evitar que as pessoas passem de um espaço para outro ou se cruzem;
  • No horário de funcionamento da igreja, todas as portas e janelas ficarão abertas para favorecer a ventilação;
  • Na entrada da Basílica e em vários outros locais, serão colocados recipientes de álcool em gel com pedal e tapetes higienizadores nas portas de todas as entradas;
  • No intervalo de uma missa para outra, os bancos e cadeiras serão higienizados para que outras pessoas possam sentar;
  • Em cada celebração, só poderão participar em torno de 50 pessoas, distribuídas nos locais demarcados e o acesso dos fiéis para a celebração será por ordem de chegada, tendo prioridade os portadores de necessidades especiais e os idosos;
  • Havendo missas campais, todos poderão participar livremente, mantendo a distância exigida. Tanto no interior da igreja como na praça pública, “a regra do distanciamento não se aplica a pessoas da mesma família ou que vivam na mesma casa” (CNBB);
  • Nas portas de entrada da Basílica, ficarão funcionários e/ou voluntários para acolher, orientar e controlar o acesso dos fiéis, dos turistas e do povo em geral;
  • A visitação de grupos de turistas à sala das promessas será limitada a 5 pessoas por vez e o acesso à nave central só será permitido nos horários determinados, conforme o funcionamento da igreja;
  • A bênção dos objetos de devoção de segunda a quinta-feira e sábado será dada no adro da Basílica ou em outro local que seja conveniente. Nos dias de domingo, na primeira sexta-feira e na última de cada mês, em frente à Capela das Velas. A bênção dos veículos deve ser solicitada ao diácono de plantão;
  • Para evitar acidente, devido ao uso constante de álcool em gel, ficará proibido acender velas na capela das velas. As velas deverão ser deixadas no local para que sejam acesas depois por um funcionário responsável pela capela;
  • Para as coletas nas missas, os fiéis depositarão a oferta nos cofres que estarão distribuídos no corredor central;
  • A entrada da imagem do Senhor do Bonfim, no final das missas de sexta-feira e de domingo, continuará acontecendo e os fiéis, antecipadamente, serão orientados pelo padre a não tocar na imagem e a pessoa responsável por conduzi-la deverá usar luvas e máscaras;
  • O abraço da paz, o aperto de mãos, o ato de levantar as criancinhas após a missa, de chamar os aniversariantes para a frente do altar ou para o presbitério, abençoar fazendo uma cruz na testa das pessoas ou tocar na cabeça e outros gestos de contatos e proximidade entre as pessoas ficarão proibidos;
  • Serão proibidos o uso e a distribuição de quaisquer impressos e do Jornalzinho “O Domingo”;
  • A Comunhão será distribuída exclusivamente nas mãos, devendo todos comungar na frente dos ministros;
  • Os Batizados deverão ser agendados e realizados nos dias e horários determinados (veja horário de funcionamento da igreja);
  • As confissões acontecerão nos horários determinados e os penitentes serão atendidos por ordem de chegada e aguardarão, mantendo o distanciamento determinado e o uso de máscaras;
  • As doações de gêneros alimentícios deverão ser entregues diretamente na sede do Projeto Bom Samaritano. Ficará suspenso o recebimento de doações de roupas usadas;
  • Para entrega de fotos e ex-votos, deverá ser feita diretamente no recipiente próprio;
  • Por enquanto, ficará suspenso o funcionamento do museu, o serviço de escuta, a novena de N. Sra. do Perpétuo Socorro, a catequese e a oração das 16h.

*G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui