‘Fazemos dois testes por semana‘, diz lateral que joga na Alemanha

Aos poucos, o futebol retoma a sua rotina na Europa. Se cerca de um mês atrás, quando o Campeonato Alemão começou a ensaiar um retorno, o cenário era temeroso e complicado por causa da pandemia de coronavírus, hoje em dia as coisas são diferentes e praticamente todas as principais ligas do continente já possuem datas para voltar.

“Realizamos testes duas vezes por semana, o que permitiu com que a rotina de treinos se normalizasse. Inicialmente fiquei apreensivo, mas fomos voltando aos treinamentos gradualmente, fazendo testes e tomando as medidas necessárias, o que me deixa mais tranquilo. Quanto à ida ao estádio, usamos máscaras dentro do ônibus, mas podemos ir todos juntos, até porque só podemos ir aos jogos quando todos testam negativo para o coronavírus.“

Apesar da estranheza da ausência de torcida, em um país onde a média de público nos estádios é uma das maiores do mundo, Iago garante que isso não chega a atrapalhar os jogadores: “É diferente jogar em um estádio sem torcida, mas quando a partida se inicia, o foco fica dentro de campo.”

Vivendo na Alemanha, país com quase 9 mil mortes por coronavírus, mas que já há algum tempo controlou a doença, Iago, nascido em Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, admite que fica preocupado com os amigos e familiares que estão no Brasil.