O Ensino Médio terá ampliação de carga horária de 800h para 1000h anuais na Bahia a partir de 2010, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (27) pela Secretaria Estadual da Educação. Isso vai representar, diariamente, uma hora a mais dos estudantes na escola.

A medida, segundo o órgão, atende à determinação do Governo Federal, por meio da Lei de Diretrizes e Bases, para a implementação do Novo Ensino Médio e cumprimento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

O estado ainda não informou se a hora adicional deverá ser acrescentada no início ou no final das aulas, se haverá contratação de mais professores e nem qual será o impacto econômico da mudança.

A Secretaria diz que a mudança valerá, a partir de 2020, para todos os Estados e tem o objetivo de melhorar o desempenho dos estudantes, ofertando itinerários em áreas de conhecimento.

Ainda conforme o órgão, esta alteração está sendo discutida em todo o Brasil e será implantada progressivamente até 2025.

Por meio de nota, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia disse que já vem promovendo esta discussão desde 2017 junto à comunidade escolar e aos diferentes organismos ligados à Educação do Estado.

Em 2018, por meio de consulta pública, diz ter iniciado a construção do referencial curricular “Currículo Bahia” para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental.

Em 2019, diz o órgão, 565 unidades da rede estadual de ensino da Bahia estão sendo envolvidas na construção de propostas de flexibilização curricular. Isso significa, conforme a secretaria, que as construções do currículo do Novo Ensino Médio terão disciplinas que estimulem a autonomia e o protagonismo dos estudantes com o tempo dedicado a novos pilares de aprendizagem, a exemplo de projetos de vida.

O Estado também já estuda como acontecerá a adequação da carga-horária para o atendimento à Legislação Federal e deverá realizar consulta pública para a construção da etapa do Ensino Médio para o “Currículo Bahia”, respeitando a diversidade dos Territórios de Identidade.

No final de 2018, o Ministério da Educação (MEC) homologou as novas Diretrizes Curriculares Nacionais do ensino médio. As medidas fazem parte da reforma do ensino médio brasileiro, sancionada em 2017.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui