O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, acredita que uma “dobradinha” entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, seria imbatível na disputa eleitoral de 2022. 

“Eu falei para o presidente que, se hoje ele fosse tentar a reeleição, com Moro de vice, ganhava no primeiro turno, disparado”, declarou Ramos ao Estadão, sem citar o atual vice, Hamilton Mourão.

O general afirmou, no entanto, que Bolsonaro não vislumbra essa possibilidade. “Mas não vê porque não vê nada disso (risos). Seria importante ele ter, sim, um novo mandato para arrumar a casa. Sinceramente, em quatro anos não dá para consertar tudo”, disse. 

Ramos ainda prevê que o governo não deve fazer reforma ministerial neste ano e, se fizer alguma mudança, só ocorrerá a partir de março do próximo ano. Ele ainda admitiu que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, passa dos limites nas redes sociais. 

 “Agora, ele tem de responder pelo que fala. Eu não posso falar nada. Tenho 72 mil seguidores, mas não ligo para esse bichinho aqui (aponta para o celular). Você tem de tomar cuidado com o que escreve e posta, porque pode cometer um erro grosseiro, ofender pessoas”, analisou. 

Metro1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui