O presidente Jair Bolsonaro (PSL) indicou a possibilidade de trocar o diretor-geral da Polícia Federal (PF) Maurício Valeixo em mais uma saia-justa para o ministro da Justiça, Sergio Moro. “Se eu trocar [Valeixo] hoje, qual é o problema? Está na lei que eu que indico e não o Sergio Moro. E ponto final”, declarou Bolsonaro em conversa com jornalistas nesta quinta-feira, 22.

Bolsonaro ainda afirmou que foram trocados onze superintendentes da PF e “ninguém falou nada”, mas quando ele sugeriu uma troca, acusaram-no de interferência. “Se eu não posso trocar o superintendente, vou trocar o diretor-geral. Não se discute isso aí”, disse. O presidente ainda reforçou que o diretor-geral é subordinado a ele e não a Moro.

Maurício Valeixo foi indicado pelo ministro para o cargo dentro da PF e é um nome de confiança de Moro no órgão. O delegado foi superintendente da Polícia Federal no Paraná e coordenou a operação de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foi também em sua gestão que foi fechada a delação de Antônio Palocci com a PF em Curitiba.

Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui