Militares deixam principal praça de La Paz, diz embaixador

0

Embaixador do Brasil na Bolívia afirmou à GloboNews que novo comandante do Exército da Bolívia ordenou retirada de tropas da praça Murillo, na capital La Paz, onde houve tentativa de golpe de Estado nesta quarta-feira (26). ‘Militares deixam principal praça de La Paz’, diz embaixador do Brasil na Bolívia
O embaixador do Brasil na Bolívia, Luiz Henrique Sobreira, disse que os militares deixaram a praça Murillo, na capital La Paz, onde se mobilizaram nesta quarta-feira (26) em uma tentativa de golpe de Estado.
Segundo Sobreira, a retirada aconteceu após ordem do novo comandante do Exército do país, José Wilson Sánchez Velázquez. Para ele, tudo indica que a tentativa de golpe fracassou.
“O novo comandante do Exército fez um apelo veemente para que as tropas que se encontrassem fora dos quartéis retornassem aos quartéis. Aparentemente, eles obedeceram”, disse Sobreira, em entrevista à GloboNews (veja abaixo a retirada dos tanques).
“Já não há tropas mais na praça Murillo. Há, sim, uma multidão de pessoas do povo que foram prestar solidariedade ao presidente que, neste momento, se encontra na praça, no meio da praça, junto com o vice-presidente e está se dirigindo ao povo que se encontra lá para apoiá-lo”.
O embaixador declarou que a mobilização não era esperada. “Essa movimentação foi totalmente surpreendente, ninguém esperava isso. Sinceramente falando, ninguém esperava”.
A comunidade brasileira na Bolívia tem cerca de 16 mil pessoas e é composta principalmente por estudantes e empresários do setor do agronegócio, afirmou Sobreira. O embaixador afirmou que a movimentação se concentrou na praça Murillo e que não foram registrados pedidos de ajuda.
Tanques militares deixam principal praça de La Paz
Tanques deixam principal praça da Bolívia
Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *