Rio ganha central de inteligência que amplia vigilância na cidade

0

As ações de segurança da Prefeitura do Rio de Janeiro e das forças policiais do estado estão agora concentradas em uma Central de Inteligência, Vigilância e Tecnologia. 

Apresentada nesta terça-feira, a Civitas  funciona no Centro de Operações Rio, região central da cidade,  e está conectada às câmeras de monitoramento urbano.

Uma das estratégias de segurança é o chamado cerco inteligente, para monitorar o tráfego de veículos, usando mais de 900 radares capazes de reconhecer placas clonadas,  de automóveis que foram roubados ou sejam de interesse para a Polícia.

Além dos radares, serão usadas pelo Civitas as 3.500 câmeras de monitoramento da prefeitura, que têm a função de checar intercorrências na cidade, como engarrafamentos, acidentes e manifestações.

As câmeras de monitoramento do Centro de Operações Rio já são usadas em investigações policiais e na detecção de flagrantes de atividades criminosas.

De acordo com o prefeito Eduardo Paes, o objetivo desta central é aumentar a segurança e garantir o ir e vir das pessoas…

A Central de Inteligência, Vigilância e Tecnologia também contará com informações repassadas pelo serviço Disque-Denúncia, que, com financiamento da prefeitura, voltará a funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana, o que não acontecia desde 2016.

*Com informações da Agência Brasil

Segurança Rio de Janeiro 04/06/2024 – 12:41 Vitoria Elizabeth / Patrícia Serrão Cristiane Ribeiro* – Repórter da Rádio Nacional Rio de Janeiro terça-feira, 4 Junho, 2024 – 12:41 138:00

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *